Salvem a música ruim!

Dou R$ 3,50 e um suco pra quem acertar quem são esses daí. Tentem!

Tudo bem com você hoje?

Normalmente, eu não tenho um tema na cabeça quando eu vou escrever aqui. Não sou um cara inspirado, mas minha esquizofrenia criativa sempre faz com que alguma coisa saia, uma combinação de palavrões que arranque pelo menos um sorriso tímido de alguém que está sendo açoitado por um chefe filho da puta.

Enfim, hoje estou aqui para fazer uma análise musical. Quero provar pra você, leitor de merda, que o que era ruim de se ouvir antigamente era muito melhor do que os lixos de atualmente. Na verdade, entre os meus amigos, percebo que toda aquela caralhada ruim se tornou ‘cult’ – Beto Barbosa agora nos remete a uma época inesquecível e que não volta mais. Porém, duvido que daqui a dez anos o meu irmão vai sentir nostalgia ouvindo happy rock.

Mesmo pensando que nasci na época errada – perder Woodstock e ter que ouvir a Metropolitana FM garantir-me-ão (curtiu a mesóclise?) pelo menos um rancho no Céu –, tenho muito orgulho de ser um neném dos anos 90. Assisti à novela O Rei do Gado, tinha um pogobol e via pela TV a Dona Fifi de Assis – mesmo a nova sendo bem gostosa também… Não gosto dessa época atual em que as pessoas não dão valor à pornografia. Lembro até hoje das expedições bandeirânticas que eu e meus amiguinhos fizemos para obter a playboy da Dani Bananinha…

Voltando ao que eu gostaria de escrever, os anos 90 foram uma fábrica de artistas de merda muito mais encorpada do que a merda que ouvimos hoje. Os funks nojentos de hoje são DESTRUÍDOS pelos pagodes da minha época. Duvido que você não saiba pelo menos 28 canções de grupos como Art Popular, Molejo, Karametade, Katinguelê, Soweto, Negritude Júnior e a banda do maior pagodeiro do mundo: Luiz Carlos, que provou que pessoas de língua presa poderiam se destacar na sociedade. Fica aqui registrada a minha admiração pelo fantástico grupo Rafa Negra!

Sinto arrepios quando o gênio Luiz nos delicia cantando ‘diguidiguidiguiê, diguidiguidiguiêhêhêê’…

Nada se compara. O Diabo não faz mais pagodeiros como antigamente. E o melhor é que o maior fator da redução do desemprego durante o governo Itamar vinha exatamente dos grupos de pagode, pois cada um tinha em média 501 pessoas em sua equipe.

Só Pra Contrariar: muito mais integrantes que o Lynyrd Skynyrd!

Os anos 90 também marcaram o auge da lambada, onde o já citado Deus do Balanço Beto Barbosa foi rei, se consagrou e continua encantando o Brasil com suas estripulias. E o axé? Deus do Céu, mate os integrantes do Parangolé com esse Rebolation e esse Tchubirabirom fraquíssimos!

Falar em axé e se esquecer do É O Tchan é impossível! Outro Beto, mas nascido na Jamaica, e meu compadre, o Washington, trouxeram às criancinhas brasileiras informações geográficas muito úteis. Sugiro a você, leitor, a se deslumbrar o nipônico Ariga-Tchan, Tchan no Egito, no Havaí, na Selva e na casa do caralho. Aposto que eu não fui o único a participar de ridículos concursos de dança em festas de aniversário de amigos seus que hoje se afundaram no óxi ao som de algum desse axé. Minha mãe achava um must ver aqueles guris dançando como uma corja de vadias no cio… Freud explica?

Outro grupo que marcou época, vendendo milhares de discos e deixando meninas ensandecidas e com vontade de dar, foi o BragaBoys. Esses caras fizeram aquela musiquinha do ‘para dançar isso aqui é BOM-BA!’, lembra? Hoje, provavelmente o vocalista se tornou ferramenteiro e os outros integrantes que batucavam instrumentos iorubás se dividiram entre a morte, o tráfico e almoxarifados de nosso belo país. O P.O. Box, do ‘Papo de Jacaré’, infelizmente foi um dos grupos de um sucesso só, e obviamente foi destruído pelas centenas de pensões alimentícias que as danadas cobravam depois daquela foda. Eles devem hoje estar vendendo algumas daquelas frutas de Belém na Transamazônica, mas daí já não é problema nosso.

E os roqueiros coloridos de hoje? Aposto que essa cambada de adolescente vai sentir vergonha de um dia ter usado essas ridículas calças laranja e esses cabelos cortados por um camaleão belga. E o pior é que todas essas bandinhas vão sumir, assim como todos os gênios que eu citei acima – mas como eles não bebem, só transam após o casamento, tomam toneladas de antidepressivos e chupam a rola de seus terapeutas com preservativos fluorescentes, a morte se torna difícil demais. O que faremos com eles?

Proponho uma mudança nessa merda toda! Que tal criarmos uma banda e salvar a música ruim? Preciso de duas dançarinas (mas tem que ser bem burras!), um homem negro para dançar com elas (sem racismo, ok?, só pra ficar parecido com o Tchan) e um compadre, que pode ser você, que está lendo isso agora. Pode dente de ouro e camisa lilás. Só a camisa, porque macho que é macho só usa calça de sarja marrom.

E tem que ter bigode, assim como as meninas que estudam na USP.

Anúncios

7 Comentários

  1. óbvio que são os braga boys que tão chegando com essa dança que é uma bomba.

  2. e escuta aqui, caro sacomense… eu aposto um rim que eu sei mais de 28 músicas dessas pérolas dos anos 90. mas nem preciso entrar na aposta porque você é do bonde do anne rose e sabe do que estou falando.

  3. Então me ajude a segurar essa barra que é gostar de você.

  4. O Sr tirou sorrisos de minha pessoa ! HAUHAU
    Só pra constar achei que faltou as bandinhas infantis que sumiram, fica a sugestão, afinal hoje o único resquício próximo disso é Patati e Patata

  5. Aposto que eu não fui o único a participar de ridículos concursos de dança em festas de aniversário de amigos seus que hoje se afundaram no óxi ao som de algum desse axé. Minha mãe achava um must ver aqueles guris dançando como uma corja de vadias no cio… Freud explica?
    Preciso comentar?!?! melhor não! hhahaha!

  6. ñ é muito inteligente fazer uma aposta e colocar a resposta nos tags

  7. cara tenho que confesar que não li ate o fim, mas mas notei algo diferente no seu blog………..há …eu não sou gay …..só acho que isso deve ser levado em consideração pra quem sabe soar como uma forma de incentivo.vejo muita porcaria na internet…em fim vc deveria envestir em um standart comedi…..haaaaaaaaa… voou deixar essa merda ai pra alguem ler tbm ..afinal não é essa a ideia !!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s