E aí a gente precisou fazer um TCC

woo

Eu, Amanda e Lari em Woodstock, 1969

Resolvi tirar um fds sabático. Em vez de álcool e drogas, resolvi me dedicar a um jogo do Megaman e à trilogia dos Jogos Vorazes. Depois que eu me formei, resolvi me “desintoxicar” daquele monte de nhenhenhe e voltar à inofensiva alienação que me permeava até os 18 anos.

De qualquer forma, tive tempo suficiente para pensar no que escrever para o Quengaral, um ano após o post do japonês que ficou aqui em casa. Daí, me lembrei que no ano passado eu fiz um trabalho de conclusão do curso – o tal do TCC – e que a gente riu litros até deixar esse negócio pronto.

Por isso, conheça a história de três jovens que se enfurnaram no maravilhoso mundo da cultura alternativa do país. Detalhe: até então, o mais alternativo na vida desses jovens eram camisas xadrez. Vem comigo.

Não quero me alongar sobre o tema do TCC do dono desta carniça veia e das garotas Amanda e Larissa. Por ora, vale dizer que o tema é o Circuito Fora do Eixo e o trabalho, um programa de rádio, está aqui.

Quem teve a ideia do tema fui eu. Apesar de esse blog fazer parte da máfia da zuera – e a zuera, ela não tem limites! – é importante dizer que foi muito bacana estudar o FdE.

Mas o tema todo era uma embriaguez de cultura alternativa. E bem, digamos assim, eu não sou nada alternativo. Aliás, se pans eu sou mais que alternativo, porque acho que sou a única pessoa que escuta rock progressivo e sai cantando Jeito Felino, do grande Raça Negra, pelos becos e para os ratos e protozoários dos esgotos a céu aberto aqui do Sacomã.

De qualquer forma, as meninas eram ainda piores que eu: uma mora no Jardim Rosemary, uma das bocas de porco em Osasco. Lá não tem nem cultura – imagina cultura alternativa! Risos jocosos. A outra é modelo. É bonita. Toma banho. Só bebe ice. Isto é: ela não é nada alternativa.

Com isso, no primeiro contato com o tema do TCC, na Casa Fora do Eixo, aposto que causamos estranheza nas pessoas que faziam parte do FdE. Talvez foi a primeira vez que um trio de meninos criados a leite com pêra e ovomaltino quis saber mais deles.

De qualquer forma, o trabalho foi saindo, também com a ajuda da simpática família chinesa que tinha um supermercado ao lado da casa. Mei Lin, Shun Li, Jackie Chan, Kun Fu Tzu… o nome do estabelecimento era algo parecido com a junção destas palavrinhas. A quantidade de chiclete e bolachas que compramos lá foi, imagino, suficiente para comprar o material escolar da filha dos donos do lugar e de alguns de seus priminhos, que plantam trigo em Xinjiang, ali pertinho da fronteira com o Afeganistão.

Precisamos de um certo tempo para entrevistar um dos, digamos, “idealizadores” da ideia do FdE. Baita papo. O cara é bom. Mas preciso confessar. Aposto que nunca conseguirei entrevistar alguém tão feio na minha vida quanto Pablo Capilé.

Eu não tô brincando. O brother é feio! hahaha

(E, Capilé, jogar cinza de cigarro atrás do sofá é feio, velho!)

Depois da entrevista com o belo rapaz, o tempo começou a apertar e o cansaço a surgir. Em um desses dias em que a gente se juntava para fazer o TCC, a zuera acabou pegando a gente. E aí não tem jeito. Só conseguimos parar quando o assunto foram os belos e abrasivos cnidários, grupo de animas que tem como seu mais ilustre membro a água-viva.

Eis uma prova materia do que o cansaço do TCC pode fazer com as pessoas:

E esse é o nosso TCC.

Anúncios

2 Comentários

  1. que saudades do tien tien! hahahahaha

  2. Tive a oportunidade única de conhecer Pablo, o cara tem um jeito “todo que é só dele”, mas assim… Quando abre a boca é impressionante. Adorei tê-lo conhecido.
    Saudades dos posts do Quengaral, bom ter isso de volta.

    Abraços


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s