Finalmente um post sério: eleições presidenciais

Na proximidade das eleições, senti vontade de escrever algo sério. E como não tenho um blog sério, ou não uso o que eu tinha, resolvi escrever aqui mesmo. Sinto que escrever e deixar os leitores comentarem é um procedimento democrático importantíssimo e, como não passo de um universitário, posso aprender bastante também.

Após deixar o banner do Quengaral com o Plínio e zoar o Serra e o Kassab de todas as formas, resolvi abrir o jogo e revelar a forma de como o Adriano Lira pensa política, enfatizando as eleições presidenciais deste ano. Não sou de escrever coisas sérias aqui e esta é uma rara ocasião. Quero deixar claro que eu não sou o dono da verdade e que provavelmente deixarei furos no meu raciocínio, o que até é bom para as pessoas que não concordarem com o que escrevi dêem o bote.

Continue lendo

Anúncios

Quengaral nas eleições 2010

Que buzuzuuu meu bebê *o*

Olá, porra!

Com a proximidade das eleições, a equipe do Quengaral entende que é um dever cívico orientar os leitores do blog a exercer o direito ao voto com uma sabedoria digna de Salomão e a cidadania típica de um brasileiro safado.

Para isso, nós do Quengaral elaboramos um pequeno tutorial, o…

Manual para o brasileiro idiota votar certo

…que ensinará a você macetes para escolher criteriosamente os melhores candidatos para o nosso amável país!

Apertem os cintos e pressionem Confirma, porque eu liguei a metralhadora de merda! Continue lendo

Uísque e piolho psicológico

MÃÃÃÃE! Eu vou sonhar com essa porra!

Galera, a internet voltou!

De alguma forma, o carinha recuperou o notebook dele, ou roubou de alguém, sei lá. O que importa é que agora eu posso escrever um pouco. O problema é que semana que vem tem o show do Scorpions e, novamente, ficarei sem escrever. Mas é por pouco tempo.

Como acordei um pouco egocêntrico, vou falar da minha semana (ou mais tempo…) ausente por aqui. Foi acachapante, meu.

No feriado, aliás, QUE FERIADO, não me recordo de ter bebido tanto uísque na minha vida. Tipo, é imaginar o Juca 2010, onde falaram que eu tava fazendo pipi e mostrando meu pênis para todos e fazendo desenhos com a urina na parede. Todo mundo ria, segundo meus amigos, só não sei se tavam falando do tamanho da minha rola ou do hipopótamo voador que eu desenhei com mijo. Anyway, mas é o Juca 2010 com UÍSQUE, PORRA! Então imagina chapar em alto nível. Bem, é uma delícia…

Um cara aqui da favela tava fazendo aniversário e pans. Só que o infeliz tem uns primos no interior, e estes primos trouxeram bem umas dez garrafas de Red Label, o que deu pra fazer festa no dia do niver e no seguinte, porque além de uísque, sobrou carne pra chuchu. Uma legítima churrave no meio da favela.

Continue lendo

Más notícias…

Não haverá posts aqui por um bom tempo…

Estou sem internet por algo que só costuma acontecer no Sacomã, morada do demo na Terra.

É o seguinte. Eu divido minha conexão banda-larga com um rapaz aqui, pagando apenas uma porcentagem do valor abusivo cobrado por essas Telefonicas vadias.

Enfim, o cara comprou o Speedy e dividia a conexão com algumas pessoas. Acontece que, num belo dia, o computador do cara SUMIU.

Foi Deus? Chico Xavier? A Clara, de Passione? Não, foi uma peça perdida doo narcotráfico sacomense.

Isto é, sem o computador pra distribuir a banda-larga, sem posts no Quengaral.

É uma pena, vão ler o blog da Capricho.

Aulinha de zoologia: Candiru

Olá, povo bonito de mi vida.

Arranjei uma brecha na minha agenda (cof!) para dar-lhes uma aulinha de zoologia e mostrar a vocês um bichinho que me causa calafrios desde o momento em que o conheci.

Prazer, Candiru!

Peixe-vampiro

Meu, você não imagina o que essa merdinha faz com você...

Este peixinho aí, que pode chegar a 18 cm de comprimento, no máximo, é o unico peixe parasita que eu conheço. Ele é conhecido como ‘peixe-vampiro’, pois se alimenta do sangue de mamíferos e peixes do seu habitat – mais precisamente, a Amazônia. Ele é mais temido que a piranha por lá.
Mas não é simplesmente porque ele chupa um sanguezinho!
Vamos supor que você esteja tomando banho pelado em algum rio; Supondo que você é porco, você deu uma mijadinha de leve na água. Sabe o que acontece se tiver um candiru na água? É simples, ele sente o calorzinho da sua urina, é guiado pelo fluxo que ela provoca, e entra em você pela sua uretra. Isso mesmo, ele penetra em você pelo seu pinto, cara!
Obviamente, o pingulim pode ser substituído por uma vagina ou por um ânus. O primeiro buraco que o desgraçado achar, é sucesso (pra ele, lógico)
O foda é que ele não consegue sair pelo lugar que ele entrou… a única forma de retirá-lo é por via cirúrgica.
Sorte que algumas índias amazônicas descobriram uma combinação de ervas pra acalmar o bicho. Segundo elas, é só relaxar e esperar o bicho encontrar uma forma mais fácil de sair…
Agora… não me pergunte como. Apenas não fique mijando por aí.
E eu diria, mesmo com a minha sacra virgindade de cu, que é melhor tomar do cu do que tomar na uretra.

Mais uma daquelas baladas acachapantes…

Bela bunda, tia!

Bela bunda, tia!

Sentiram saudade de mim?

Eu diria que sim, porque o blog anda bem das pernas. Tô até pensando em comprar um domínio, tirar o .wordpress.com e colocar o .com.br. Daqui sete anos, talvez esta porra sirva pra eu completar minha renda =)

Como escrevi há algum tempo, me tornei mais freqüentador de baladas nos últimos meses – hábito este que ceifa parcela considerável da bolsa-miséria destinada aos estagiários deste belo país. Ontem, fui em uma supimpa!

Resolvi escrever sobre esta passagem da minha vida porque, além de ter sido muito legal, esta balada reservou à minha vida episódios engraçados e, provavelmente, foi um dos rolês mais distantes de todos. Mas tudo bem, eu tenho compromisso com a loucura!

A festa era um Tequilada da Poli-USP, antro de asiáticos nerds –  se na USP é cheio de japonês, a escola de engenharia politécnica SÓ TEM JAPA! Aquele povo inteligente e que fica super vermelho quando bebe e fica falando de integral e derivada enquanto a galera dança, mija e gorfa. Continue lendo

Este post não é engraçado

Tá tenso, hein Serra!?

Tá tenso, hein Serra!?

Tive uma semana difícil. Aliás, uma das mais extasiantes do ano no que se diz respeito a trabalho. Para fechar, fui a todas as aulas da PUC e tinha 4 trabalhinhos pra fazer – fiz 3. Obviamente, não sobrou tempo para nada mais desenvolvido, até porque não houve um Jurubatuba Feeling muito diferente e eu já estou acostumado a andar de trem.

O horário eleitoral gratuito, provavelmente, foi o maior destaque da semana. É impressionante como essa galera toda se reinventa, com mais gente estúpida. E o pior é que a galera vai votar no Tiririca!

 

O pior é que querem fazer o José Serra ser do povo. Cara, é mais fácil transformar o Gianecchini em macho do que fazer isso. Zé na favela. Zé beijando pobre, Zé no Nordeste… quem ele tá tentando enganar?

E ainda tem as propagandas do PCB e do PCO, a esquerda muito porra-louca, que faz sua propaganda no Movie Maker. Como sou um esquerdistazinho recalcado e tenho dó dessa galera, vou ajudar o PCB. Votem no Plínio pra presidente. É esse o nome do cara?

Comunista com sotaque de carioca é tão engraçado. Pra mim, no Rio não tinha nada disso! haha

O Twitter tá muito chato, com essas porras de família Restart, Felipe Neto e um monte de crianças andróginas defendendo adolescentes idiotas. O orkut não tem mais ninguém, a galera legal enjoou e quem ficou encontra entretenimento na Colheita Feliz, na Vila Mágica e no meu ovo. Estou quase me convencendo a migrar pro Facebook.

Semana que vem tem mais Jurubatuba Feelings 😀