Jurubatuba Feelings – Chapter Two

Tiroteio na... na... longe pra caralho. Cadê as autoridades?

Tiroteio na... na... longe pra caralho. Cadê as autoridades?

O Jurubatuba Feelings foi um sucesso. Repercussão invejável. Sete milhões de visitar por dia.

Não esperava fazer uma continuação… imaginava que tudo estava explicado lááá naquele post do fim de semana passada. Mas o negócio é que um ocorrido que eu realmente não esperava me fez mudar de ideia e escrever mais. E dar outra definição para o que é Jurubatuba Feeling, com o atrativo de ser uma fatídica sexta-feira 13. Atrasos, motos esbagaçadas, tiroteios e tucanos do empresariado. Tudo em um dia só.

Deixa eu explicar melhor.

Acordei antes das 7h da manhã como de praxe, animado por ser sexta-feira e poder ter dois dias de sono profundo, futebol e comida de mamãe. Tudo parecia promissor. Réstias de sol invadiam minha casa, após 15 dias de um frio da porra; minha roupa estava impecável; meu cabelo rebelde e rareando assentou direitinho; a barba por fazer me deixava bonitinho; o problema é que coloquei o pé pra fora, e amigo, FODEU!… Continue lendo

Anúncios

Jurubatuba Feelings

O caminho do meu trabalho até a faculdade...

O caminho do meu trabalho até a faculdade...

 

Olá, porra! 

Tudo bem com vocês hoje? 

Faltou eu dar as boas-novas sobre o meu trabalho novo e pela semana divertida por que passei, não? Hahaha 

Basicamente, o trabalho tá legal. Mas o que realmente me faz escrever hoje é sobre a dificuldade de transporte daquele lugar, que fica encravado entre a puta que pariu e a casa do caralho, próximo da linha lilás do metrô, que não leva nada a lugar nenhum! É foda, cara… e o melhor, conheci duas coisas sensacionais nesta semana: uma Esmeralda e um Diamante… a minha nova vida se resume a duas palavrinhas: JURUBATUBA FEELINGS, moleeeque! 

Para os desavisados, eu não mexo com pedras preciosas. E é até melhor explicar esta história pra vocês, e transformar um pouquinho desta loucura da porra em coisas para as pessoas acharem o maior barato.