Daí eu fui em um show de rock

Essa foto é brinks rs

Sempre me sinto na obrigação de mostrar algum sinal de vida aos poucos milhares de leitores do Quengaral, que não têm obrigação de seguir um blogueiro relapso e acessar esta página todos os dias. Aliás, mentira, o único objetivo desse blog é de que as pessoas leiam isso e me alcem ao limbo das subcelebridades da internet. xD

Hoje o tema da postagem é coerente ao título do texto. Ontem, fui um dos privilegiados a assistir aos shows da antes fuderosa banda Cobrabranca e dos deuses metálicos do Padre Judas. Por mais que tenha sido uma experiência legal, sempre tem algumas coisinhas que tornam um show de rock algo extremamente pitoresco, e é sobre isso que vamos falar hoje. O povo feio, a cerveja cara, as drogas, os bate-cabeças (é assim mesmo que escreve?) e como é ser encoxado ao som de Love Ain’t no Stranger…

.

Excitante, não?

Continue lendo